Planejamento

Concurso público ou advocacia? Descubra o que é melhor para você.

Por 5 de julho de 2016 Sem comentários

Todo início de carreira é marcado por desafios e decisões para lá de complicadas.

Logo de cara, o advogado recém-formado se depara com um dilema que influenciará sua carreira daquele momento em diante. São dois caminhos bastantes distintos, porém igualmente importantes: seguir a carreira pública ou trabalhar em um escritório de advocacia.

São vertentes cujas rotinas possuem ritmos e protocolos diferentes e, portanto, optar por um dos dois rumos exige ponderação e cautela.

Decidindo o qual a melhor carreira para você

Antes de tomar qualquer decisão, você deve analisar o seu perfil profissional, ou seja, que tipo de advogado você é?

Isso quer dizer que você deverá levar em consideração se a sua personalidade está em concordância com as rotinas do serviço público ou do escritório de advocacia. Sendo assim, autoconhecimento é um fator importante nessa decisão.

Ter afinidade com o seu cotidiano profissional é essencial para que você se sinta motivado e exercer sua profissão com a mesma paixão que o levou a escolhê-la.

Além disso, fazer o que gosta o incentiva a buscar mais conhecimento e poder fazer sempre o seu melhor em todas as situações profissionais.

Concurso público ou advocacia: prós e contras de cada uma

A decisão é sua, pois você é quem irá todos os dias para o trabalho e construir sua carreira. No entanto, nós podemos ajudá-lo listando os prós e contras principais de cada uma dessas vertentes.

  • Carreira pública

A carreira pública, diferentemente da advocacia privada, aceita uma formação mais geral. Isso acontece porque, em linhas gerais, as provas dos concursos públicos cobram conhecimentos em diversas áreas jurídicas.

O grande apelo da carreira pública é que, uma vez aprovado, o advogado passa a desfrutar de algumas seguranças: estabilidade profissional, inamovibilidade, ou seja, garantia de não ser transferido, e a impossibilidade de redução de benefícios.

Por outro lado, não é permitido ao advogado público exercer sua profissão particularmente. Além disso, é exigido que o advogado público cumpra uma carga horária diária fixa, ou seja, não há flexibilidade.

Se você é o tipo de pessoa que se entedia com facilidade e tem dificuldades em se adaptar às rotinas administrativas, você poderá ter problemas com alguns setores da carreira pública. Mais uma vez, o autoconhecimento é fundamental para seguir a carreira.

  • Advocacia privada

Em linhas gerais, para atuar na advocacia privada é preciso que o profissional possua alguma especialização em uma das áreas jurídicas. Portanto, se optar por esse caminho, comece a pensar em cursos de pós-graduação e a acumular experiência na área escolhida.

Nessa vertente, o advogado não desfruta das mesmas seguranças da carreira pública. Por isso, o profissional poderá passar por oscilações em sua carreira em alguns momentos.

Por outro lado, tem a possibilidade de obter maior retorno financeiro e de vivenciar uma ascensão em sua carreira.

Reflita antes de decidir

De posse dessas informações, você agora pode começar a refletir que tipo de carreira você deseja, concurso público ou advocacia, e o que pode esperar dela. O importante é que sua decisão seja coerente com sua personalidade e possa lhe trazer satisfação pessoal e profissional.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of